Arquivo da categoria: Sem categoria

coisas que eu não disse ainda

“O olhar é a luz que sai do olho”.

(Meu velho, interpretação de José Celso Martinez Corrêa)

.

Árido Movie, 2006

direção: Lirio Ferreira

o oposto do que eu disse antes

– Tá vendo? As coisas estão por aí e a gente não vê. Sabe por quê? Preconceito. As pessoas só querem ver o que deixam. É preguiça e preconceito. É por isso que eu gosto de Raul Seixas. Eu não gosto de uma opinião formada. Tá mais calmo? Pois bem. Ali, ói. Ali é um elefante. Essa aí é que foi foda. Mas eu não conseguia ver nem com a bexiga! Eu olhava, olhava… Só se for um elefante que não existe mais. Eu dizia pros velhos que me amostravam. Aí, um dia eu tinha fumado bem a erva, sabe? E fiquei admirando, admirando… Aí, percebi que era um elefante afundado na água. Tá vendo? A água no meio dele e a tromba saindo. Vê a orelha do bicho! Rapaz, foi feito uma alucinação. Porque eu pensava assim: se aquilo sempre esteve ali e eu nunca consegui ver, quanta coisa num existe pelo mundo que tá embaixo do nariz e a gente nem nem? O negócio é o seguinte: cabeça aberta e estar alerta. Se a gente pisa sem jeito, pode escorregar na imaginação. Mas é lindo, né Jonas? E é tudo seu. Mesmo que você não queira.

(Zé Elétrico, interpretação de José Dumont)

.

Árido Movie, 2006

direção: Lirio Ferreira

mau julgamento

– Você precisa de um bom advogado?

– Eu preciso de um bom juiz…

(Mattie Ross e Ned Pepper, interpretação de Hailee Steinfeld e Barry Pepper)

.

Bravura Indômita, 2010

direção: Ethan e Joel Coen