Arquivo da categoria: …do presente

seriam os anjos crianças?

“Quando a criança era criança, era o tempo destas perguntas: por que eu sou eu, e não você? Por que estou aqui, e não ali? Quando o tempo começou e onde o espaço termina? Não seria a vida sob o sol apenas um sonho? Não seria o que vejo, escuto e cheiro apenas uma visão do mundo antes do mundo? O diabo realmente existe e existem pessoas que são realmente más? Como pode ser que eu, que sou eu, antes de chegar a sê-lo, não fosse? E que eu, sendo quem sou, algum dia não serei eu mesmo?”

(Damiel, interpretação de Bruno Ganz)

 

Asas do Desejo, 1987

direção: Wim Wenders

a vida é agora

“A vida se move muito rápido. Se você não para e olha em volta de vez em quando, pode perdê-la”

(Ferris Bueller, interpretação de Matthew Broderick)

 

Curtindo a Vida Adoidado, 1986

direção: John Hughes

infinitos segundos

“Ninguém viveu no mundo, ninguém viverá no mundo. O presente é a forma de toda a vida. É uma posse que nenhum mal pode lhe tirar. O tempo é como um círculo que gira infinitamente. O arco que desce é o passado, o que sobe é o futuro. Tudo foi dito. A menos que as palavras mudem de sentido. E o sentido, de palavras”

(Alpha 60)

 

Alphaville, 1965

direção: Jean-Luc Godard

apenas uma vida

“Se ser louca significa querer viver uma vida em que tudo faça sentido, então eu não me importo que me considerem completamente insana”

(April Wheeler, interpretação de Kate Winslet)

.

Apenas um Sonho, 2008

direção: Sam Mendes

uma nova chance

 

“… E se você pudesse voltar no tempo, e pegar todas as horas de dor e escuridão e trocá-las por algo melhor?”

(Gretchen, interpretação de Jena Malone)

.

Donnie Darko, 2001

direção: Richard Kelly