Arquivo da categoria: …da vida

idealismo em duelo

“Poesia e política são demais para um só homem”

(Sara, interpretação de Glauce Rocha)

.

Terra em Transe, 1967

direção: Glauber Rocha

Anúncios

variável tempo

“Uma nova vida é como uma nova casa. Na sua idade, se constrói. Na minha, se compra pronta”

(Jacques Grumberg, interpretação de Claude Brasseur)

.

Um lugar na platéia, 2006

direção: Danièle Thompson

pequeno fim

“Somos todos mortais. Talvez nenhum de nós entenda realmente tudo o que vivemos ou sinta que tivemos tempo suficiente”

(Kathy H., interpretação de Carey Mulligan)

.

Não me abandone jamais, 2010

direção: Mark Romanek

despretensiosamente

“Todo o propósito da vida, todo o sentido da existência é se divertir, ter prazer”

(James Miller, interpretação de William Shimell)

.

Cópia fiel, 2010

direção: Abbas Kiarostami

entre o céu e a terra

– Existem coisas que eu deveria saber e não sei?

– Muitas coisas.

(Raimunda e Sole, interpretação de Penélope Cruz e Lola Dueñas)

.

Volver, 2006

direção: Pedro Almodóvar

amanhã, outro sonho

– Por dezoito anos, eu tenho olhado pela janela sonhando com o que eu iria sentir quando aquelas lanternas subissem no céu. E se não for tudo isso que sonhei?

Vai ser.

-E se for? O que eu faço depois?

-Bom, essa é a melhor parte, eu acho. Você terá que achar um novo sonho.

(Rapunzel e Flynn Rider, vozes de Mandy Moore e Zachary Levi)

.

Enrolados, 2010

direção: Nathan Greno e Byron Howard

acúmulo de perdas

“Meu doce, a vida não se resume ao que você é ou ao que você pode ter, mas ao que você está prestes a renunciar”

(Simon, interpretação de Louis Garrel)

.

Não, minha filha, você não irá dançar, 2009

direção: Christophe Honoré