Arquivo da categoria: …da tristeza

avanços técnicos

Anos após Alfredo ter ficado cego por um incêndio provocado pela queima de uma película

– Fique parado…não disse? O filme não queima mais.

– O progresso sempre chega tarde.

(Salvatore Di Vita e Alfredo, interpretação de Marco Leonardi e Philippe Noiret)

 

Cinema Paradiso, 1988

direção: Giuseppe Tornatore

diversão ao avesso

– A moça brinca com o cão.

– A açom acnirb moc o aoc.

– O vento brinca com a palmeira.

– O otnev acnirb moc a ariemlap.

– Muito bom, como você faz isso?

– Não sei. Quando era pequena eu me aborrecia e lia as palavras ao contrário. Eu escutava as conversas e repetia ao contrário.

– Jacobo está zangado.

–  Obocaj atse odagnaz.

(Herman Koller e Marta Acuña, interpretação de Jorge Bolani e Mirella Pascual)

 

Whisky, 2004

direção: Juan Pablo Rebella e Pablo Stoll

na saúde e na doença…

“Ria e o mundo rirá com você. Chore e chorará sozinho”

(Oh Dae-su, interpretação de Choi Min-sik)

 

Oldboy, 2003

direção: Park Chan-wook

beijo que não foi dado

“E agora, Mercedes? Separados, quem somos? Somos um programa de televisão que saiu do ar e, como ninguém desliga o aparelho de TV, fica aquele chiado incomodando no escuro? Somos a lembrança de um beijo que não foi dado? Se você não queria ser infeliz comigo, saberá ser infeliz sozinha?”

(Gustavo, interpretação de José Mayer)

.

Divã, 2009

direção: José Alvarenga Jr.

em pedaços

– O espelho…está quebrado. 

– Eu sei. É assim que eu gosto. É assim que eu vejo como me sinto.

(C. C. Baxter e Fran Kubelik, interpretação de Jack Lemmon e Shirley MacLaine)

 

Se Meu Apartamento Falasse, 1960

direção: Billy Wilder