Arquivo da categoria: …da superação

vômitos da experiência

Imagem

“A gente sempre pensa que é um super-homem, que faz tudo, que pode tudo, que resolve tudo. Até o dia em que você leva um pé na bunda e aí a gente se sente perdido, fragilizado, confuso. Você não consegue ser determinado. Solitário, individual. Não consegue nem mesmo terminar um relatório de viagem. Não consegue se envolver. Você se paralisa. É isso que eu sentia. Paralisia múltipla. Por isso fiz essa viagem, pra me mover, pra voltar a caminhar. Voltar a comer o sanduíche de filé. Voltar a andar de moto. Voltar a ver o Fortaleza ganhar. Pra voltar a ir a praia no domingo. Pra voltar a viver.”

(geólogo, interpretação de Irandhir Santos)

.

Viajo porque preciso, volto porque te amo, 2009

direção: Marcelo Gomes e Karim Aïnouz

coração que luta

– Qual a qualidade mais importante que um revolucionário deve ter?

– O amor.

– Amor?

– Amor pela humanidade, pela justiça e pela verdade.

(Lisa Howard e Che Guevara, interpretação de Julia Ormand e Benicio Del Toro)

.

Che, 2008

direção: Steven Soderbergh

perfeita imperfeição

– Eu quero ser perfeita.

– Perfeição não é apenas controle. É também deixar acontecer. Surpreenda a você mesma para que você possa surpreender o público. Transcendência! Poucos têm isso em si mesmos.

– Acho que tenho isso em mim.

(Nina e Thomas, interpretação de Natalie Portman e Vincent Cassel)

.

Cisne Negro, 2009

direção: Darren Aronofsky

desconexão em rede

– Eu acho que nós devíamos ser apenas amigos.

– Eu não quero ser só seu amigo.

– Eu estava sendo educada, não pretendo ser sua amiga.

(Erica Albright e Marck Zuckerberg, interpretação de Rooney Mara e Jesse Eisenberg)

.

A Rede Social, 2010

direção: David Fincher

voulez vous voyager avec moi?

“Através da cortina em fiapos, um tênue brilho anuncia o raiar do dia. Meus calcanhares doem, minha cabeça pesa uma tonelada, todo o meu corpo está fechado em uma espécie de escafandro. Minha tarefa agora é escrever as inertes anotações de viagem de um náufrago nas praias da solidão”

(Jean-Dominique Bauby, interpretação de Mathieu Amalric)

.

O Escafandro e a Borboleta, 2007

direção: Julian Schnabel

luminescência

*Sugestão de Lívia Rimolo

“O que as estrelas fazem? Elas brilham.”

(Yvaine, interpretação de Claire Danes)

.

Stardust, 2007

direção: Matthew Vaughn

apesar dos espinhos

– Por que você quer ser modelo? E não me diga que é por causa do dinheiro. Poucas modelos ficam milionárias.

– Ser modelo é melhor do que ser faxineira.

(Lucinda e Waris, interpretação de Juliet Stevenson e Liya Kebede)

.

Flor do Deserto, 2009

direção: Sherry Horman