Arquivo da categoria: …da morte

pequeno fim

“Somos todos mortais. Talvez nenhum de nós entenda realmente tudo o que vivemos ou sinta que tivemos tempo suficiente”

(Kathy H., interpretação de Carey Mulligan)

.

Não me abandone jamais, 2010

direção: Mark Romanek

futuro de lembranças

“Quando algúem vai embora, tudo o que é deixado pra trás são memórias criadas na vida de outras pessoas”

(Elizabeth, interpretação de Norah Jones)

.

Um Beijo Roubado, 2007

direção: Kar Wai Wong

simples formalidade

– Camarada, Zeca Diabo…

– Capitão!

– Caramada fica de igual pra igual…

– Por isso mesmo.

(Vladimir de Castro e Zeca Diabo, interpretação de Tonico Pereira e José Wilker)

.

O Bem Amado, 2010

direção: Guel Arraes

orfã de piedade

– Oh, Pare com isso! Eu te odeio! Todo mundo te odeia. Você é muito egoísta. Você é o garoto mais egoísta que já existiu!

– Eu não sou tão egoísta quanto você é! Só porque estou sempre doente!

– Ninguém doente assim poderia gritar como você grita!

– Eu estou morrendo!

– O que você sabe sobre morrer?

– Minha mãe morreu!

– A minha mãe e o meu pai estão mortos!

(Mary e Colin, interpretação Kate Maberly e Heydon Prowse)
.

O Jardim Secreto, 1993

direção: Agnieszka Holland

a justiça tarda…

 

– O que você quer? Quem é você?

– Dave Jenkins.

– Dave Jenkins morreu há muito tempo.

– Calder Benson.

– Qual é o seu nome? Benson também está morto.

– Você deve saber disso, Frank, melhor do que todo mundo. Você os matou.

(Frank e Harmonica, interpretação de Henry Fonda e Charles Bronson)

 

Era Uma Vez no Oeste, 1968

direção: Sergio Leone

janela aberta

– Eu tive uma boa vida, não tive?

– A melhor.

– Lembra daquele verão quando eu fui a um acampamento? Tive tanto medo de perder vocês. Antes de entrar no ônibus, você disse pra eu me sentar do lado esquerdo, do lado da janela, pra que eu pudesse olhar pra trás e ver vocês.

– Eu me lembro.

– Vou pegar o mesmo assento agora. Vai ficar tudo bem. Vai ficar tudo bem, mãe.

(Sara e Kate Fitzgerald, interpretação de Cameron Diaz e Sofia Vassilieva)

.

Uma Prova de Amor, 2009

direção: Nick Cassavetes

dinheiro (literalmente) sujo

– Vai me levar até o Alfredo. Esse será o nosso bilhete de saída.

– Não sei como vai conseguir dinheiro de um cadáver. Isto…não acredito no que essa gente diz.

– Levarei uma prova. A cabeça.

– A…cabeça?

– Como prova.

– Mas é um crime. Está louco?

– Ele está morto! Cale-se!

– Quer profanar uma sepultura?

– Não me venha com essa merda. Um buraco no solo não tem nada de sagrado. Nem o homem que está lá dentro. Nem você, nem eu. Ouça. A igreja corta os dedos dos pés ou das mãos ou qualquer coisa dos santos. Então? Alfredo é o santo da nossa grana e vou pedir emprestado uma parte dele.

(Bennie e Elita, interpretação de Warren Oates e Isela Vega)

 

Traga-me a Cabeça de Alfredo Garcia, 1974

direção: Sam Peckinpah