Arquivo da categoria: …da honra

simples formalidade

– Camarada, Zeca Diabo…

– Capitão!

– Caramada fica de igual pra igual…

– Por isso mesmo.

(Vladimir de Castro e Zeca Diabo, interpretação de Tonico Pereira e José Wilker)

.

O Bem Amado, 2010

direção: Guel Arraes

a justiça tarda…

 

– O que você quer? Quem é você?

– Dave Jenkins.

– Dave Jenkins morreu há muito tempo.

– Calder Benson.

– Qual é o seu nome? Benson também está morto.

– Você deve saber disso, Frank, melhor do que todo mundo. Você os matou.

(Frank e Harmonica, interpretação de Henry Fonda e Charles Bronson)

 

Era Uma Vez no Oeste, 1968

direção: Sergio Leone

com o tempo sara

“É claro que eu sou respeitável. Eu sou velho. Políticos, prédios feios e prostitutas se tornam totalmente respeitáveis quando duram bastante”

(Noah Cross, interpretação de John Huston)

 

Chinatown, 1974

direção: Roman Polanski

espelho, espelho meu

– Não posso ir. Sabe que não posso. Estamos sonhando. Não posso ir.

– Não tem escolha.

– Lembra-se de quem vive comigo?

– Está contando com ele?

– Ele vai me proteger. Mas você deve ir. Não pode viver se escondendo. Mande-me um telegrama de Lisboa. Não assine. Saberei que é você. Você tem dinheiro? Vou pegar algum…aonde você vai? Frédéric!

– Deixe-me em paz.

– O que foi? É por causa de Jean-Étienne?

– Esqueça-o. Vai terminar com ele depois de usá-lo como fez com todos os homens em sua vida. Você não ama nem a si mesma. Vai acabar sozinha com o seu espelho.

(Viviane Denvers e Frédéric Auger, interpretação de Isabelle Adjani e Grégori Derangére)

 

Viagem do Coração, 2003

direção: Jean-Paul Rappeneau

 

a palavra dos bravos

– Eles vão te enforcar. Por que você não fugiu quando teve a chance?

– Porque o que me interessa está aqui.

(Cora Munro e Nathaniel Poe, interpretação de  Madeleine Stowe e Daniel Day-Lewis)

 

O Último dos Moicanos, 1992

direção: Michael Mann