Arquivo do mês: julho 2010

na companhia de si mesmo

– Como você está?

– Há muito tempo ninguém me faz essa pergunta… Eu estou ótimo.

(Angela e Lester, interpretação de Mena Suvari e Kevin Spacey)

.

Beleza Americana, 1999

direção: Sam Mendes

o que o dinheiro não paga

“É isso que nos faz fortes. A gente rica vem e morre. E seus filhos não prestam. Também acabam morrendo. Mas nós continuamos. Nós somos o povo que que vive. Eles não podem nos vencer. Continuaremos para sempre, porque nós somos o povo”

(Ma Joad, interpretação de Jane Darwell)

 

Vinhas da Ira, 1940

direção: John Ford

orfã de piedade

– Oh, Pare com isso! Eu te odeio! Todo mundo te odeia. Você é muito egoísta. Você é o garoto mais egoísta que já existiu!

– Eu não sou tão egoísta quanto você é! Só porque estou sempre doente!

– Ninguém doente assim poderia gritar como você grita!

– Eu estou morrendo!

– O que você sabe sobre morrer?

– Minha mãe morreu!

– A minha mãe e o meu pai estão mortos!

(Mary e Colin, interpretação Kate Maberly e Heydon Prowse)
.

O Jardim Secreto, 1993

direção: Agnieszka Holland

mundo das ideias

“Nós nunca vivemos tanto na caverna de Platão como hoje. Hoje é que nós estamos a viver de fato na caverna de Platão, porque as próprias imagens que nos mostram a realidade de tal maneira substituem a realidade. Estamos num mundo que chamamos de mundo audiovisual. Nós estamos efetivamente a repetir a situação das pessoas aprisionadas ou atadas na caverna do Platão. Olhando em frente, vendo sombras e acreditando que estas sombras são realidade. Foi preciso passar por todos esses séculos para que a caverna do Platão aparecesse finalmente num momento da história da humanidade, que é hoje e vai ser cada vez mais”

(José Saramago, Prêmio Nobel de Literatura)

.

Janela da Alma, 2001

direção: João Jardim

ladrão que rouba ladrão…

– Você está roubando o sinal da TV a cabo?

– Sim, é excelente. Eu tenho 80 canais e 100 anos de perdão.

(Román Maldonado e Amadeo Grimberg, interpretação de Ricardo Darín e Eduardo Blanco)

 

Clube da Lua, 2004

direção: Juan José Campanella

lado B

“Minha vida está dependendo de uma buzina. Quem é essa mulher que ele não consegue largar? Ele nem ligou pra mim”

(Layale, interpretação de Nadine Labaki)

.

Caramelo, 2007

direção: Nadine Labaki

é proibido proibir

“Paralelamente os militares proibiram cabelos compridos, mini-saia, Sófocles, Tolstoi, Eurípedes, greves, Aristófanes, Ionesco, Sartre, Albee, Pinter, liberdade de imprensa, sociologia, Beckett, Dostoievsky, a música moderna, a música popular, a matemática moderna e a letra Z, que significa, em grego antigo, ‘Ele está vivo'”

 

Z, 1969

direção: Constantin Costa-Gavras