Arquivo do mês: abril 2010

coerência em contradição

– Diga-me como você a ama, Will.

– Como a doença e a sua cura juntos.

(“Thomas Kent” e William Shakespeare, interpretação de Gwyneth Paltrow e Joseph Fiennes)

.

Shakespeare Apaixonado, 1998

direção: John Madden

quando o dedo aponta o céu…

“Gosto de observar na escuridão as caras dos outros espectadores. E de notar o pequeno pormenor que mais ninquém verá. Mas odeio nos antigos filmes americanos que os condutores não olhem para a estrada”

(Amélie Poulain, interpretação de Audrey Tatou)

 

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, 2001

direção: Jean-Pierre Jeunet

deixe-se acreditar

“Às vezes, eu acredito em pelo menos seis coisas impossíveis antes do café da manhã”

(Alice, interpretação de Mia Wasikowska)

.

Alice, 2010

direção: Tim Burton

o reino da alegria

– Será que sou louco?

– Acho que sim. Você é completamente louquinho. Mas vou te contar um segredo: as melhores pessoas são.

(Chapeleiro Maluco e Alice, interpretação de Johnny Depp e Mia Wasikowska)

 

Alice, 2010

direção: Tim Burton

entre irmãos

– Tudo bem, Jake. O que você quer que eu faça?

– Sinceramente? Você é meu irmão. Quero que confie em mim.

(Wilhelm e Jacob Grimm, interpretação de Matt Damon e Heath Ledger)

.

Irmãos Grimm, 2005

direção: Terry Gilliam

dinheiro (literalmente) sujo

– Vai me levar até o Alfredo. Esse será o nosso bilhete de saída.

– Não sei como vai conseguir dinheiro de um cadáver. Isto…não acredito no que essa gente diz.

– Levarei uma prova. A cabeça.

– A…cabeça?

– Como prova.

– Mas é um crime. Está louco?

– Ele está morto! Cale-se!

– Quer profanar uma sepultura?

– Não me venha com essa merda. Um buraco no solo não tem nada de sagrado. Nem o homem que está lá dentro. Nem você, nem eu. Ouça. A igreja corta os dedos dos pés ou das mãos ou qualquer coisa dos santos. Então? Alfredo é o santo da nossa grana e vou pedir emprestado uma parte dele.

(Bennie e Elita, interpretação de Warren Oates e Isela Vega)

 

Traga-me a Cabeça de Alfredo Garcia, 1974

direção: Sam Peckinpah

intensidade x eternidade

* Sugestão de Gus Machado

“Ame-me menos, mas ame-me por mais tempo”

(Ismaël, interpretação de Louis Garrel)

.

Canções de Amor, 2007

direção: Christophe Honoré